Entenda Como o Sexo Sem Segurança Pode Afetar Todo Mundo

Mesmo com tanta informação que circula pelos meios de comunicação, mesmo com todas as campanhas que o governo divulga, os órgãos de saúde promovem e as escolas ensinam, ainda assim nem todo mudo compreende como é importante garantir a segurança na hora do sexo.

O preservativo, ou camisinha, como é mais conhecido, é distribuído gratuitamente nos postos de saúde, educadores ensinam como deve ser utilizado e mostram as várias doenças que ele pode prevenir, porém, os casos de DSTs e doenças que também são transmissíveis através do sexo, como a hepatite, por exemplo, continuam a crescer.

desempenho sexual

Isso acontece porque as pessoas ainda não conseguiram compreender como o sexo sem segurança pode afetar a todo mundo. A visão que se tem dos problemas de saúde é muito limitada, e a fala de esclarecimento ainda é uma realidade, especialmente quando se trata de compreender que todos estamos inseridos no mesmo meio e fazemos parte da mesma sociedade.

Sendo assim, aquilo que afeta uma pessoa pode afetar centenas de pessoas numa reação em cadeia. É por isso que quando uma pessoa faz sexo sem camisinha, se tomar as devidas medidas para que a relação sexual seja segura, ela coloca em risco não apenas a si mesma, mas pessoas que ele nem mesmo conhece.

Que tal uma pequena história para ilustrar como é importante manter uma reação sexual segura?

Carlos é um rapaz que mora com seus pais e suas duas irmãs. Ele já está na fase adulta, embora ainda jovem, não tem compromisso, gosta de sair para balada nos finais de semana, tem um emprego fixo e uma vida normal.

Mas, embora viva uma vida responsável ele tem um defeito: detesta usar a camisinha, e por isso, quando vai para balada prefere se relacionar apenas com moças bem vestidas, bem arrumadas, bonitas e que demonstrem status social elevado. Assim ele se sente mais seguro para dispensar a camisinha na hora do sexo.

Parece que ninguém avisou para o Carlos que as DSTs nem sempre marcam o rosto de uma pessoa e que boa aparência não é sinal de saúde. E foi assim que ele sem saber contraiu sífilis. Portando a doença ele manteve a sua vida como antes, no trabalho em casa, com os amigos  e na balada.

A sífilis é uma doença que pode ser transmitida de diversas formas, inclusive através do banheiro, local que o jovem dividia com sua família, com colegas do trabalho e também nos lugares onde frequentava.

Somente em sua casa ele tinha contato diário com mais quatro pessoas, essas quatro pessoas mantinham sua rotina de trabalho e estuda, assim como ele. Agora, para entender essa grande reação em cadeia, basta imaginar se apenas a família do rapaz tiver contraído sífilis, e cada uma das quatro pessoas tiver contato com mais dez, já temos 40 infectados. Se esses 40 tiverem contato com mais dez pessoas cada um, temos 400 infectados, e tudo porque um dispensou o uso da camisinha.

A situação se avoluma de tal forma que se perde o controle do que está acontecendo. As mulheres infectadas, além de transmitirem a doença para pessoas a sua volta ainda podem transmitir para o filho.

E veja bem, pois aqui estamos falando de uma doença pouco agressiva, que á sífilis, mas não é somente ela que é transmitida pelo sexo, certo? E se essa reação em cadeia for relacionada à AIDS?

O efeito pode ser tão grande que se as pessoas sexualmente ativas não tiverem consciência da importância da segurança no sexo, em breve estaremos vivendo grandes pandemias.

Como se prevenir durante o sexo

É muito importante buscar por informação sempre que surgir uma dúvida sobre sexo seguro, doenças sexualmente transmissíveis e outros problemas que a relação sexual desprotegida pode trazer.

Buscar por informação não é vergonhoso, vergonhoso é cometer erros que poderiam ser evitados mesmo tendo acesso as informações.

A relação sexual para ser segura, não precisa ser mantida apenas com um parceiro, mas deve sempre acontecer com o uso do preservativo. DSTs também são transmitidas pelo sexo anal e o sexo oral, por isso, para esses também é importante usar camisinha.

Algumas doenças são transmitidas pelo beijo, através de machucados na boca ou pela saliva. É importante manter a saúde bucal, tratar os dentes cariados, as feridas da boca e cortes

Também deve-se regularmente visitar o médico e fazer exames de rotina. Convém evitar ao máximo dispensar a camisinha nas relações, mas se isso acontecer, é importante abster-se do sexo e realizar todos os exames para diagnosticar possíveis doenças.

Descobrir uma DST no começo oferece maiores chances de sucesso no tratamento. Esse tratamento acontece de maneira gratuita na rede pública de saúde, basta procurar por uma unidade.

Uma relação sexual sem segurança não é problema apenas de dois, mas de todos. Pode afetar as famílias, os amigos, colegas e qualquer pessoa que tem contato com o infectado.

Sexo é bom, e melhor ainda quando feito com segurança, pois assim os momentos de prazer não se transformam em meses, anos ou uma vida de dor.

Convivendo com a Intolerância ao Glúten

Quando a intolerância o glúten é diagnostica no paciente, muito acabam ficando meio perdidos, porque a primeira coisa que pensam é que seu cardápio vai ficar limitado demais e que de agora em diante deverá viver apenas de frutas, legumes e verduras.

Sim, esses alimentos devem fazer parte do cardápio das pessoas intolerantes ao glúten, mas tanto quanto precisa estar no cardápio de qualquer pessoa. Os intolerantes ao glúten podem ficar tranquilos, porque é possível conviver muito bem com o problema, basta mudar alguns hábitos.

Nenhuma refeição será prejudicada porque não se pode ingerir glúten, porque existem diversos tipos de alimentos que são fabricados com ingredientes que substituem essa substância sem que o alimento perca em textura ou sabor.

Existe no mercado bolacha sem glúten de diversos tipos, macarrão sem glúten, farinhas sem glúten, pão sem glúten, entre muitas outras opções. Isso para que você se alimente com um cardápio completo, como era antes de desenvolver esse problema, mas agora, sem sentir os incômodos que o glúten causava.

Adaptando o Cardápio

A mudança de um cardápio comum para um cardápio sem glúten deve ser feita com acompanhamento de um nutricionista. Esse acompanhamento do especialista é importante porque através da sua instrução é mais fácil para o paciente saber quais são os alimentos que se pode ou não ingerir.

Ao contrário do que se pensa não são apenas os alimentos fabricados com farinha de trigo que contém glúten, mas até mesmo alimentos naturais podem conter essa substância, como é o caso da aveia, um cereal muito nutritivo, mas que para os intolerantes não deve fazer parte do cardápio.

Felizmente, se você gosta de comer uma banana com aveia ou misturar esse cereal ao seu iogurte, não precisará abandonar esse hábito, porque é possível encontrar no mercado aveia sem glúten e continuar a saborear esse cereal sem riscos de desconfortos.

Por isso, ao adaptar seu cardápio para uma dieta sem glúten, busque pelo auxílio do nutricionista e esteja atento aos alimentos que contem esse nutriente, também ao rótulo dos alimentos que vai comprar e busque por informações que te ajudem a se alimentar bem e de maneira segura para seu organismo.

lista-de-alimentos-sem-gluten

Para ajudar em sua transição, vamos listar aqui alguns alimentos que contêm glúten e que você precisa evitar para manter seu organismo equilibrado. Confira:

  • Cevada
  • Malte e seus derivados
  • Cerveja
  • Centeio
  • Trigo
  • Triticale (resultado do cruzamento entre o trigo e o centeio)
  • Semolina
  • Kamut
  • Espelta
  • Doces
  • Cookies
  • Cereais
  • Carnes processadas
  • Molhos e molhos para salada
  • Salgadinhos
  • Sopas prontas e bases para sopa
  • Queijos
  • Catchup
  • Maionese
  • Shoyo
  • Salsicha
  • Temperos industrializados

Lembrando que para alguns alimentos que contêm glúten, como a cerveja, por exemplo, é possível encontrar a sua versão sem glúten também. Assim, antes de desanimar com seu novo cardápio, busque pelas versões sem glúten daquilo que você gosta de comer.

Não é preciso restringir tudo o que você come, basta apenas reeducar o seu paladar e readaptar a sua maneira de fazer compras, optar por outras lojas onde encontre tudo o que você pode comer, e assim, conseguir criar um cardápio rico e saboroso.

As Receitas Caseiras

Quem gosta de cozinhar também não precisa ficar triste porque não vai poder mais fazer bolos, pães, tortas, panquecas, pizzas, salgados e outros a base de trigo. Embora a farinha de trigo branca seja o ingrediente principal de todos esses alimentos, não é apenas ele que pode resultar em pratos saborosos.

O trigo pode ser substituído por outras farinhas e também pela mistura delas. O resultado que se obtém é um ótimo ingrediente de base para criar diversos tipos de receitas. Veja no video abaixo como fazer uma farinha sem glúten caseira com painço:

O polvilho doce ou salgado, a fécula de batata, de mandioca, o fubá, a milharina, a farinha de painço e a farina de arroz, branco ou integral, são alguns dos substitutos do trigo. E como você pode perceber, através da utilização dessas farinhas como base, além de conseguir criar receitas variadas você também pode enriquecer essas receitas porque esses ingredientes são ricos em nutrientes importantes para o organismo.

Os Lanchinhos na Rua

Outro problema que pode acontecer com as pessoas intolerantes ao glúten é a fome quando se está fora de casa. O que mais se encontra são alimentos ricos em glúten: lanches, salgados, pizza, entre outros mais. Assim, se um intolerante ao glúten sentir fome fora de casa, como beliscar alguma coisa?

A solução desse problema é simples, tanto que parece até boba, mas a maioria das pessoas esquece isso. Para não passar fome na rua, leve sempre consigo uma bolacha sem glúten, um lanchinho feito em casa e alguns petiscos liberados na sua dieta.

Esse hábito de ter sempre algo na bolsa ou no carro não é de todas as pessoas, porém, quem sofre com diabetes e problemas de saúde entende bem essa necessidade e sabe que é uma questão e adquirir esse hábito para ter mais qualidade de vida.

Outra cosia que você pode fazer é informar-se dos locais onde é possível comprar alimentos sem glúten próximo ao seu trabalho, à faculdade ou os lugares que você frequenta, assim quando bater a fome você pode comprar algo seguro para sua dieta.

Com essas informações esperamos que você consiga adaptar-se melhor a sua nova dieta, e sugerimos que você continue buscando por informação, porque quanto mais souber sobre o assunto, melhor será a sua qualidade de vida. Acesse o site da Bom Sem Gluten e confira mais sobre o universo sem glúten.

Aprendendo a desenhar sozinho

O estresse é uma doença moderna que ataca até mesmo pessoas com pouca idade. O cansaço mental, a irritabilidade, e impaciência, o excesso de atividades e os problemas são causas do estresse, e a vida moderna é o que tem sido a grande responsável por ele. Por isso, profissionais da saúde aconselham que as pessoas tenham um hobby para conseguirem aliviar o estresse. O desenho é uma ótima opção para isso. Veja como começar os seus primeiros traços sozinho.

O desenho como terapia

Manter a mente ocupada ajuda a esquecer os problemas rotineiros e faz uma pausa em nossas obrigações. Essa pausa é essencial para que nossa mente possa descansar e relaxar, e as pessoas que se permitem um tempo de descanso, seja através de um hobby, uma atividade prazerosa, um esporte ou qualquer outra que possa fazer com que a rotina seja quebrada, têm menores chances de sofrer com estresse.

Isso porque quando estamos fazendo algo que gostamos nosso organismo libera substâncias que causam sensação de prazer e satisfação e essas substâncias vão agir em nosso corpo e nossa mente aliviando as tensões, eliminando o cansaço e fadiga mentais e ainda ajudando a equilibrar nosso pensamento e emoções.

Pessoas de todas as idades precisam desse tempo de descanso e ele é tão precioso que é capaz de prevenir problemas e distúrbios psicológicos que acontecem também em função da sobrecarga de responsabilidade e da sobrecarga emocional causada pelos problemas rotineiros e as cobranças da vida moderna.

O desenho é uma arte e também pode ser uma terapia para quem precisa fazer essa pausa. Uma atividade eclética e que pode ser praticada por pessoas de qualquer idade, o desenho estimula a criatividade, trabalha a imaginação e ajuda a liberar os sentimentos e emoções através da expressão no papel ou em tela.

Atualmente pessoas adultas têm voltado ao contato com desenhos e cores, através da Arteterapia com pinturas de livros, por exemplo, que aliviam o estresse. Mas não somente o colorir ajuda nessa função, como também o tracejar permite o mesmo.

Criar nossos próprios desenhos é uma maneira de distrair a mente e deixar que pensamento viaje sendo expresso em nossos traços, rabiscos, e formas variadas que exigem pouco material para acontecerem. Mesmo que você não domine nenhuma técnica de desenho pode começar a desenhar, afinal, desenhar é algo que pode ser aprendido(esse site é uma excelente referência).

Criando os primeiros traços

aprenda Desenhar

Se você deseja começar a desenhar, mas está preocupado porque não consegue fazer mais do que algumas forma infantis, não se preocupe, você pode aprender a criar seus desenhos do zero. Antes de tudo você precisa treinar sua mão, treinar os traços, educar a sua visão e aprender a enxergar as formas das cosias.

O desenhista observa aquilo que vai desenhar antes de começar o desenho em si. Ele treina a sua mão com tracejos e texturas que cria através de riscos, bolinhas, figuras geométricas e outros exercícios que vão te permitir dominar o lápis e se familiarizar com formas e texturas.

Depois disso é começar sem presa. Crie coisas pequenas, objetos simples, observe as formas e coloque no papel aquilo que você vê. Pode começar copiando um desenho, por exemplo, e logo você terá suas própria ideias.

Mas se realmente você não sabe como desenhar e nem por onde começar, não se aflija. Você pode recorrer a aulas de desenho mesmo sem sair da sua casa. Com as facilidades que a internet permite você pode encontrar facilmente aulas de desenho online que vão trazer técnicas, exercícios e dicas de como desenhar, e você vai aprender passo a passo a fazer seus primeiros rascunhos.

As aulas e cursos de desenho online têm a grande facilidade de que você pode ver e rever quantas vezes quiser e pode estudar quando estiver realmente disposto, num horário que seja melhor para você que esteja tranquilo e que deseja descansar. Dessa maneira você tem liberdade para tentar, errar, começar, recomeçar e fazer tudo com calma até alcançar o resultado que deseja.

Porém, não tenha pressa e não desista, cada um tem seu tempo, o importante é que você pratique constantemente para não destreinar sua mão. Com o tempo seus traços irão se aperfeiçoar e você vai descobrir em si um dom. Além de aliviar seu estresse e cuidar da sua mente e seu psicológico, você ainda vai poder imortalizar aquilo que você julga belo e admira.

Não tenha medo de começar a desenhar, não tenha medo dos resultados e não se compare a ninguém. Respeite seu tempo e suas habilidades. Existem técnicas variadas, e sempre que você sentir dificuldade em uma, tente outra até encontrar os traços que te agradam e que você consiga se expressar da maneira como deseja.

Novo futuro problema estético – Inicio de queda de cabelos

Olá pessoal, não se se alguém já passou por isso, mas ultimamente tenho percebido que o chão do meu quarto e do meu banheiro estão ficando cheios de cabelos.

Ainda não percebi nada tão visível. Parece que ainda continuo com a mesma quantidade de cabelo que antigamente. Mas estou meio preocupado e já comecei a pesquisar algumas coisas na internet.

queda de cabelo

Ontem, passei o domingo todo, tentando encontrar remédios. Tanto os naturais quanto os que são produzidos artificialmente. Realmente, são muitas opções e não estou conseguindo encontrar um que pareça realmente confiável.

O melhor artigo que encontrei, foi no site Dimensão Fitness. Lá eles sempre fazem algumas avaliações de produtos para queda de cabelo. Inclusive fizeram uma lista dos melhores produtos e remedio para crescer cabelo.

Pesquisei também o que poderia ser a origem dos meus problemas. Encontrei de tudo saindo desde a alimentação até a problemas genéticos e stress.

Analisando bem, acho que o problema não é genético e nem alimentação. Pois venho mantendo minha dieta há um bom tempo e nunca tinha percebido essa queda de cabelo.

E genética também acho que não é possível, pois vendo a árvore da minha família não tem nenhum parente mais velho que esteja ficando careca.

O que restou foi o stress. Isso pode até ser a verdadeira razão. Minhas últimas semanas de trabalho vem sendo bem tensas. Estou atrasado com vários relatórios e meu chefe é um saco e não para de me encher.

Tem dias que nem consigo dormir direito de tanto que penso no trabalho.

Analisando bem, essa pode ser a verdadeira causa da minha queda de cabelos. Alguém ai já passou por algo parecido?

Marquei uma consulta para semana que vem com um clínico geral. Não sei se é o medico mais indicado, mas como eu não sei pra onde eu vou e não quero que me recomendem um implante de cabelo , foi a solução que encontrei.

Desculpem-me, o artigo ficou com uma cara de desabafo mais do que algo interessante de se ler, mas espero que alguém possa me ajudar.

Abraço e até o próximo post.

fontes: www.dimensaofitness.com

Ola e seja bem vindo

Olá caro leitor.

Eu fiz esse blog para relatar um pouco do que venho estudando e aprendendo ao longo desses últimos anos no que diz respeito a saúde, internet e negócios digitais.

Bom queria falar que realmente tem sido bons anos de aprendizado.

Estou trabalhando mais ou menos 4 horas por dia (que é o que me sobra do trabalho como engenheiro durante o dia). Realmente é muito gratificante.

Se você pensa que por eu trabalhar durante o dia como engenheiro e de noite com negócios digitais não me sobre tempo para família o lazer. Está muito enganado.

Vendo o estilo de vida que eu levo e comparando-o com meus pares, posso dizer que faço bastante coisa. Até porque eu consigo gerenciar bem o meu tempo, coisa que poucos fazem. Esse é um dos assuntos que vou tratar aqui no blog.

Estou pensando em fazer um relato bem detalhado de como eu levo a vida e como gerencio os meus negócios. Claro que dentro disto, vou incluir a parte da saúde. Tanto física como mental.

Vocês tem alguma sugestão de como posso fazer isso? Se tiverem, por favor deixem nos comentários.

Por enquanto vou tentar explicar o que vou fazer.
Vou separar os posts nas seguintes categorias:

  • Negócios Digitais
  • Saúde Física
  • Saúde Mental
  • Gerenciamento de tempo
  • Implementação de projetos

Este último tópico vai dizer mais respeito de tomar ação para executar alguma coisa. Essa única atitude vai te gerar mais resultados do que muitos anos de estudo. Acho, ainda, que é a coisa mais importante.

Não sei se vai ser do interesse de todos, mas eu vou também falar de alguns Hobbies que tenho. Alguns são bem comuns, mas outros nem tanto. A idéia aqui vai ser só despertar o interesse ou incentivar alguém que também pode gostar dessa atividade.

Para finalizar, sempre vou deixar um resumo no final do artigo com todos os aprendizados. Acho que isso facilita bastante a leitura.

Por enquanto é só.

Espero que gostem das futuras publicações.

=)